sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Programa Água Para Todos chega ao Maranhão

Levar água potável a 250 mil famílias em todo o Maranhão é objetivo do Programa Água Para Todos, lançado pelo Governo Federal, no mês de junho. Para iniciar as atividades no estado, nesta quinta-feira (13), a Secretaria de Agricultura e Pesca do Maranhão (Sagrima), apresentou o Comitê Gestor e o Comitê Operacional do Programa Água para Todos no Maranhão.

Parte do Plano Brasil sem Miséria, o Água para Todos, beneficiará 250 mil famílias da zona rural do Maranhão que passarão a ter acesso regular à água potável, por meio da implantação de sistemas simplificados de abastecimento de água, cisternas, aproveitamento e construção de poços, dessalinizadores, distribuição de kits de irrigação, entre outras ações.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Cláudio Azevedo, apresentou dados sobre a pobreza e a distribuição de água no Brasil, e detalhou os próximos passos do programa que é voltado para o setor rural. “A primeira etapa do programa que se chama ‘Água para beber’ e prevê, até dezembro, a instalação de 4.300 cisternas nos municípios que tem dificuldade de água. O objetivo é atingir esses povoados que sofrem com a escassez e salinidade da água”, explicou.

Estiveram presentes na reunião, a secretária da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Conceição Andrade; secretária de Igualdade Racial, Claudett Ribeiro; o prefeito de Pedreiras, Lenoílson Passos; representando a FAMEM, e ressaltou a importância do programa para a saúde. “O maior veículo transmissor de doenças é a água, então promovendo uma distribuição de água potável com toda certeza conseguiremos reduzir os gastos no tratamento dessas doenças tropicais, tão corriqueiras nos povoados”, declarou Lenoílson.

Conheça os comitê do Água Para Todos

Compõem o comitê gestor do Programa Água para Todos, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro), Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Agência Estadual de Extensão Rural e Pesquisa (Agerp), Núcleo Estadual de Programas Especiais (Nepe) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma).

Já o Comitê Operacional é integrado pela representação das seguintes instituições: Sagrima, Sedes, Sedagro, SES, Secretaria Extraordinária de Igualdade Racial (Seir), Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), Secretaria de Estado de Cidades (Secid), Ministério da Integração Nacional, Funasa e Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem). Os comitês irão gerir e planejar as ações do programa até o ano de 2014.

Fonte: www.ma.gov.br

Nenhum comentário: